terça-feira, 18 de agosto de 2009

Matita Pereira





Não existe consenso a respeito de matita pereira ser um pássaro ou uma velha. O fato é que Matita possue um assobio inconfundivel, que o caçador ao ouvir não tem dúvidas de ser ela. Matita, segundo a lenda sai a noite sobrevoa a casa daquele que zombou dela ou que a maltratou durante o dia, assombrando e assustando as criações de animais ou cachorros. Matita gosta de mascar tabaco, um ponto fraco usado por aqueles que querem descobrir a identidade de Matita. Segundo a lenda, quando alguém ouve o assobio de Matita na mata logo grita bem alto: "Vem buscar tabaco!". no dia seguinte, nas primeirs horas da manhã Matita bate a porta da pessoa para buscar o tabaco prometido. A pessoa se assusta e logo procura um pedaço de fumo para ofertar a Matita, caso a pessoa não der, matita volta a noite para assombrar a casa não deixando ninguém dormir.
Algumas lendas contam que caçadores que encontraram matita no meio da mata, descreveram matita como uma mulher velha com cabelos compridos e despenteados e que tem o corpo suspenso, flua com os braços levantados. Quem a ver fica paralizado de pavor.
Uma outra lenda a respeito de Matita Pereira, diz que quando Matinta pressente sua morte, elasai vagando pela noite e gritando: "quem quer? Quem quer?, quem responder "eu quero", fica coma maldição de virar Matinta.


Foto fonte http://bethccruz.blogspot.com/2009/03/lendas-da-amazonia.html

3 comentários:

Beth Cruz disse...

Olá Carlos!
Prazer conhecer seus blogs e trabalhos artísticos. Adoro mitologia e lendas brasileiras e em paralelo, as artes, e de vez em quando arrisco pintar uns quadros; se bem que depois que entrei para essa vida de blogueira abandonei um pouco a pintura, rsssss
Colocarei seu blog na lista dos meus parceiros.
Abraço e muito sucesso em sua caminha

Occiel disse...

Cara nesse mês de agosto fui visitar minha namorada no interior em que seus familiares moram Bragança/Pa, numa colônia chamada Tacuandeua.E ao nos deitar sobre a cama ficamos coversando esperando o sono chegar,ja cochilando ela ouvio esse assovio e ficou ligiramente assustada e em seguida pediu para que pudesse ouvir ,mas eu nada de ouvir ,só ela ouvia e no local éra tanto barulho de sapo e glilo que confundia meu ouvido .Mas contudo só ela ouvia enquanto isso nós ficava-nos arrepiados e o assovio logo parou e ela que deu conta .
Queria tanto ouvir o que ela tinha ouvido .Que me deu até uma vontade de pegar o tabaco do pai dela para oferecer a essa tal de matinta e poder ver essa inchirida

MC_Explosion disse...

Sou apaixonado com a sabedoria popular brasileira e com suas crendices: que povo rico, Meu Deus!
Sinto orgulho de ser brasileiro quando leio ou ouço essa "magia" inocente do povo interiorano.
Muito obrigado por compartilhar a imagem e o texto da misteriosa Matita Pereira.
Abraços!
Júnior

Arara Azul